sexta-feira, 30 de maio de 2008

Não digas nada!

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender -
Tudo metade
De sentir e de ver...
Não digas nada
Deixa esquecer

Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada...
Mas ali fui feliz
Não digas nada.

Fernando Pessoa (1888 - 1935)

Um comentário:

Jefferson Schiavetto Dauricio disse...

Fala Zé!!

Muito legal sua inciativa heim cara!
Vamo vê agora se a galera fica mais por dentro deste universo paralelo que são as poesias, de qualquer tipo e de qualquer gênero.

Um Abraço parcero!

Jefferson Schiavetto Dauricio - Web Designer / Flash Developer