segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Há um não sei que...

Há um não sei que de fascinante
no teu modo autoritário de falar.
Há qualquer coisa provocante
na força penetrante do teu olhar.
Há uma promessa insinuante
no teu jeito de andar.
E em cada gesto uma suavidade cativante
uma ânsia escondida de quem sabe
provocar.
E o que mais me perturba, francamente
eu queria agora te contar
mas é tão imenso e tão embriagante
que eu tenho medo de falar!

"Eu te desejo!"

Cassandra Rios (1932 - 2002)

Um comentário:

Re disse...

Confesso que fiquei mais de uma hora lendo as poesias
Vc tem muito bom gosto , escolhe as mais belas poesias
Há um não sei o que...